quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Tigeladas de Abrantes



"Dizes Ribatejo e cresce-te água na boca, ao pensares nas bojudas terrinas de sopa da pedra, tão cheias de bons bocados, no paladar requintado do sável na telha, nas caldeiradas, devoradas com pressa gulosa (...)" (António Manuel Couto Viana) 
E, acrescento eu, nas tigeladas gulosas, ainda mais aromáticas quando cozidas, devagarinho, em tigelinha de barro.
Em Atalaia produzem-se ainda, singelas, de barro vermelho e fosco. E é vê-las sair, para dar seguimento à tradição da feitura do doce nas tigelas de parede arredondada e grossa.
Para os curiosos a imagem. Para os gulosos a receita:

TIGELADAS DE ABRANTES
Ingredientes: 12 ovos; 1 litro de leite; 500g de açúcar; 125g de farinha; sal.

Preparação: Metem-se no forno bem quente as tigelas de barro não vidrado e enxutas. Deixam-se aquecer bem.
Num recipiente alto batem-se, durante meia hora, os ovos inteiros com o açúcar, a farinha e uma pitada de sal. Mexendo, adiciona-se o leite a pouco e pouco.
Tem-se uma concha com cabo comprido e com esta deita-se o preparado nas tigelas, que devem estar muito quentes. Deixa-se cozer durante cerca de 20 minutos. Desenformam-se as tigeladas assim que sairem do forno. (Retirado do livro Cozinha Tradicional Portuguesa)

Sem comentários:

Enviar um comentário