sábado, 25 de dezembro de 2010

Dia de Natal


«O filho de José e de Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo. Envolto em panos, repousa na manjedoura, não longe do burro, porém não há perigo de ser mordido, que ao animal prenderam-no curto».
(José Saramago. 1999. O Evangelho Segundo Jesus Cristo.)

Sem comentários:

Enviar um comentário