sábado, 21 de novembro de 2009

Pombos




Até há bem pouco tempo, eram raras as vezes, e por escassos momentos, que pousavam nos telhados das garagens que se avistam da minha casa. Agora não. Têm vindo a demorar-se por mais tempo. Caminham sobre as telhas, arrulham, esvoaçam até ao parapeito das minhas janelas, ... porque se habituaram às migalhas de pão «matinais».

Sem comentários:

Enviar um comentário