sábado, 31 de outubro de 2009

A lenda da abóbora





A abóbora, símbolo da sabedoria e da fertilidade, tem também a si associadas muitas lendas. A mais famosa talvez seja a que conta a história de um irlandês chamado Jack. Alcoólico inveterado, no dia 31 de Outubro Jack bebeu demais e o Diabo veio em busca da sua alma. Desesperado, Jack tenta enganar o Diabo, convencendo-o a apanhar uma maçã de uma árvore. O Diabo aceita e quando sobe o primeiro ramo, Jack aproveita a ocasião para pegar num canivete que tinha no bolso e gravar uma cruz no tronco. Aflito, o Diabo implora pela ajuda de Jack e este propõe um acordo: ele liberta-o, e o Diabo em troca deixa-o ficar na Terra. O Diabo concorda com a proposta.
Infelizmente, Jack morre um ano depois e, pelo seu mau percurso na Terra, é impedido de entrar no Céu. Quando chega ao Inferno, o Diabo, humilhado pela partida que Jack lhe tinha feito, também não autorizou a sua entrada. Ainda assim, oferece-lhe um pedaço de carvão para iluminar a sua alma no Limbo. Jack decide então colocar o carvão no interior de um nabo (a lanterna de Jack). Desde então os irlandeses, para se iluminarem, adoptaram este costume. Quando imigraram para os Estados Unidos da América, trocaram o nabo pelas abóboras, mais abundantes neste país.
Cá em casa prefiro dar-lhes outro aproveitamento...

2 comentários:

  1. E já agora, acrescento eu, por isso se chama "Jack o'Lantern" às abóboras escavadas e iluminadas que em alguns países são tradição no Halloween.

    ResponderEliminar
  2. Olá Daisy,
    Obrigada pelo comentário e também por acrescentares nova informação ao texto.
    Bom dia de «Pão por Deus» para ti.

    ResponderEliminar